20100402

LOUCURA OU DIVINDADE? *

* Poema doado e feito com retalhos de uma noite

o tempo age para que eu possa viver o AGORA
enquanto isso,
pesco flores e planto peixes,
plano em abismos de caos e copulo com anjos
constatando que aquilo que para alguns parece loucura
para outros é pura divindade.
e o que importa?
SOU O QUE SOU!!!!
cadê a moral? o pudor?
cadê a materialidade que alguns pensavam que estava aqui
e ainda esperavam encontrar?
rompi com ela no espaço-tempo de um suspiro
quando senti o arrepio que só os anjos sabem provocar.
no AGORA meu corpo arde rodando pela cidade...
mas sendo um anjo, como pode provocar tal devaneio? tal embriaguez?
loucura ou divindade?
me pergunto também ainda mais uma vez...
um urro escapa de meu ser:

LOUCURA E DIVINDADE
SÃO ESPAÇOS DE PROJEÇÃO MENTAL

abençoada embriaguez que me expande,
me inter-penetra e me faz louca e divina ao mesmo tempo AGORA.
e o que importa? se tudo já nasce póstumo,
plano em abismos de caos,
copulo com anjos e rodo pela cidade.

--
Que Deus me conceda
a força da sensibilidade,
a delicadeza da candura
e a reverência da gentileza.

1 comentário

Jeisse disse...

Divino ou pecador?
existe distinção?
ou somos nós quem a fazemos?
talvez nós ainda não aceitamos que somos ilimitados, capazes de ser tudo e nada, a programação mental da origem de nossas vidas é tão forte que mesmo sabendo que tudo é ilimitado e que procuramos viver no agora, não conseguimos fazer isso sem uma substancia quimica, natural ou seja qual for ela. Será que nosso corpo é capaz de viver o agora por longas horas sem nada externo além do alimento e água? se conseguirem me avisem, porque eu quero descobrir, quero deixar de me dividir.

Postar um comentário